Vampires Diaries RPG
Se perca em um mundo desconhecido, cheio de mistérios, magias e perigos. Uma pacata cidade que esconde em suas avenidas histórias inimagináveis. Onde a morte, que outrora era a única certeza da vida, se torna tão duvidosa quanto os pensamentos distintos que todos escondem em seu subconsciente. Seres sobrenaturais vagam naturalmente no meio dos humanos, em uma rotina nada normal. E segredos são descobertos a cada instante.
Venha conhecer a cidade mais surreal dos Estados Unidos, Mystic Falls.

Vampires Diaries RPG


 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
A partir de agora, os Lobos evoluem de forma igual aos Vampiros, através de posts! CLIQUE AQUI
Seja bem-vindo(a), Convidado.
O MYSTIC NEWS está de volta! Se atualize!! ACESSE

Compartilhe|

Valerie B. Chaucey

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo
AutorMensagem

Vampiros
avatar
Nome de Usuário:
Valerie Chauncey

Linhagem : Niklaus Mikaelson
Criador: : Duque Gainsbrouth
Mensagens : 186
Dólares Dólares : 7756
Data de inscrição : 13/10/2013
Idade : 237
Localização : A pacata Mystic Falls.

Ficha Mística
Pertences:
Poderes:
Barra de Conduta:
10/10  (10/10)

MensagemAssunto: Valerie B. Chaucey Sab 16 Nov 2013 - 20:46

Missões

Encontro


Sai da floresta procurando por minha irmã, ela realmente tinha se irritado, o que era normal. Segui em direção a Ponte  Wickery, sentindo o chão passar depressa sob meus pés, já estava prestes a cruzar a ponte quando uma figura me fez parar abruptamente, precisei de alguns segundos para fazer o reconhecimento, para quem olhava rapidamente, parecia somente uma criança andarilha, dessas que os pais abandonam a beira das estradas para pedir esmolas, mas, com um olhar mais atento, percebia-se alguns sinais, ela trazia flores mortas, com um cheiro tão pestilento que assim que tocou meu nariz, senti uma repulsa horrível. Assim que ela levantou a cabeça, e eu pude ver além de seu cabelo loiro quase branco, seus olhos vermelhos ganharam minha atenção, não era uma criança vampira, o que era um alívio, observei com atenção, seu rosto era macabro, as feições procuravam ser doces, mas só conseguiam ser assustadoras. Caminhei em sua direção, parando a poucos metros dela, que me olhava atentamente. - É, você vai se encaixar na classe de ''As coisas mais estranhas que já vi.'' - Digo, mais pra mim do que para ela. - Procura por algo? - Pergunto. Ela solta um barulho parecido com um suspiro, só que muito mais sombrio que isso, e então, com uma voz esganiçada que me fez querer dar um passo para trás, ela disse. - Há outros como eu, eu me distrai, e me perdi, não consigo encontrá-los, preciso deles, mas não consigo sozinha. - Ela diz, eu não faço favores, não ajudo velhinhas a atravessar a rua, mas me encontrei me oferecendo para ajudá-la, ela sorriu, um sorriso medonho. 
Ela se postou ao meu lado, não conseguia ignorar o cheiro horrível das flores, caminhamos lado a lado, passando pelos mais diferentes lugares, onde ela desconfiava estar seus irmãos, eu a observava durante o trajeto, talvez estivesse possuída, seu cabelo loiro ainda trazia um enfeite delicado, ao sul da Pedreira Steven, a paisagem começou a mudar, já tinha passado por aqui antes, mas estava muito diferente. O cheiro, as plantas, o ar, tudo me deixava um pouco receosa, olhei para ela, que parecia estar reconhecendo o lugar como uma espécie de lar, um musgo se estendia por uma passagem estreita entre os arbustos, e no fim dele, estavam paradas duas crianças que se pareciam muito com a que estava ao meu lado, elas se reconheceram e lançaram umas as outras espécies de sorrisos. Era esse o lugar.
 
Entrega
 
 
A garota olhou pra mim como quem agradecia, eu tentei retribuir o aceno, mas fui distraída pela chegada de mais crianças como ela, elas vestiam roupas parecidas, e tinham o mesmo aspecto sinistro. A garota se virou para mim, seus olhos vermelhos bastante atentos, e antes de seguir para seus irmãos, me entregou uma de suas rosas mortas e fétidas. - Isso é a minha forma de agradecer o favor, inale todo o aroma, vai gostar do resultado. - Diz, então se vira, e caminha pela passagem de musgo, até que se coloca em frente a um garoto pouco mais alto que ela, ele põe a mão sobre seu ombro e eles somem através de uma porta feita por raízes e troncos de árvores. Levei a rosa até próximo de meu nariz, sentindo o seu cheiro, respirei fundo, mais e mais, inalando o perfume, a sensação era muito boa, fechei meus olhos sentindo o cheiro penetrar meus tecidos e células, respirei mais uma vez, até que o aroma acabou, deixei a flor cair aos meus pés, ao meu redor, todas as crianças tinham sumido pela porta de seu covil, me virei correndo pelo caminho pelo qual tinha vindo, em direção a cidade.


Valerie Phillippa Chauncey
Cause baby I could build a castle out of all the bricks they threw at me,And everyday is like a battle, But every night with us is like a dream [...]Heartbreak is the national anthem, we sing it proudly. We're too busy dancing to get knocked off our feet. The best people in life are free.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

Valerie B. Chaucey

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo
Página 1 de 1

Tópicos similares

-
» Valerie B. Chaucey
» [FP] Valerie Trubel - Trouble

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vampires Diaries RPG :: ------------- :: Criança Perdida-