Vampires Diaries RPG
Se perca em um mundo desconhecido, cheio de mistérios, magias e perigos. Uma pacata cidade que esconde em suas avenidas histórias inimagináveis. Onde a morte, que outrora era a única certeza da vida, se torna tão duvidosa quanto os pensamentos distintos que todos escondem em seu subconsciente. Seres sobrenaturais vagam naturalmente no meio dos humanos, em uma rotina nada normal. E segredos são descobertos a cada instante.
Venha conhecer a cidade mais surreal dos Estados Unidos, Mystic Falls.

Vampires Diaries RPG


 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
A partir de agora, os Lobos evoluem de forma igual aos Vampiros, através de posts! CLIQUE AQUI
Seja bem-vindo(a), Convidado.
O MYSTIC NEWS está de volta! Se atualize!! ACESSE

Compartilhe|

Emma Galerane

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo
AutorMensagem

Nova Linhagem
avatar
Nome de Usuário:
Emma Galerane

Linhagem : Benjamin Chesterton
Criador: : Desconhecido
Mensagens : 31
Dólares Dólares : 8048
Data de inscrição : 09/05/2013
Idade : 25
Localização : Mystic Falls

Ficha Mística
Pertences:
Poderes:
Barra de Conduta:
10/10  (10/10)

MensagemAssunto: Emma Galerane Qui 21 Nov 2013 - 11:08

Missões
Emma Galerane

Encontro
O clima era ameno naquela região afastada de Mystic Falls. Estava no meu quarto de Hotel acorrentada por vontade própria, tinha uma certa disponibilidade pro sofrimento.  Na noite passada um distúrbio psicológico referente as vidas ceifadas me atingiu em um enorme impacto. Inúmeras almas bondosas, algumas nem tanto, jogadas contra a própria vontade em um beco sem fim ao encontro do desconhecido, pós-vida ou melhor dizendo além do túmulo.

Coincidência ou não naquele mesmo momento, onde localizava-se de cabeça pra baixo na cama com um roupão rosa, pensando se existia outras raças sobrenaturais; ouço alguns ruídos de fora do âmbito. Era uma imensa agitação. Me apressei para fora dali, livrando-se das correntes com enorme facilidade. Talvez fosse um ataque que causava aquela situação e como aquela época era ainda muito desconhecida para mim não sabia o que poderia estar me aguardando, mera bobagem possivelmente, mas não preferi me arriscar ficando  parada.


Fui do quarto até o Hall do lugar na forma de um borrão enegrecido pela velocidade extraordinária, de modo que humanos não poderiam ao menos distinguir o que passara por ali. O proprietário daquele Hotel encontrava-se em pé, parado, e ao seu lado a autoridade da cidade, Xerife Forbes. Olhei ao meu redor, me deparando com alguns hóspedes feridos e no mínimo em pânico. Algo realmente tinha acontecido de grave com aquelas pessoas.

- O que aconteceu aqui? - disse em um bom tom de voz para que quaisquer pessoa respondesse. Finalmente aprovaria da identidade falsa furtada de uma das habitantes de Mystic Falls, então tecnicamente era um direito meu como cidadã saber de tudo que acontece no lugar onde resido. A mulher loira que portava uma arma em uma das mãos se afastou e parecia que ninguém tinha me ouvido. Continuei no mesmo lugar e virei de costas para a Xerife, disfarçando, enquanto levei alguns fios delgados que cobriam o meu ouvido para trás. Perfeitamente conseguia ouvir o que ela dizia para a pessoa do outro lado da linha.

Gatos possuídos, era o que falava, animais talvez consumidos pelo sobrenatural que tinham misteriosamente invadido aquele lugar e machucado um monte de pessoas. Será que aquilo era verdade? Não tinha identificado nada estranho no local que fosse fora do comum e do possível. Me aproximei da senhora Forbes e me apresentei como caçadora sem que ninguém escutasse, explicando-a que poderia ajudá-la em relação a esses gatos. Ela ficou desconfiada mas por fim acabou aceitando a minha ajuda, caso não aceitasse, seria forçada por meio da compulsão ou coisa pior.


Passaram-se alguns segundos para que absorvesse as informações, e assim partiu novamente a andar por entre os pilares que erguiam aquele edifício, deixando apenas um aceno da cabeça para a autoridade ao sair do Hotel em busca da incerteza.



A procura
Caminhei por vinte minutos sob a luz solar, até parar num pequeno intervalo entre as árvores da floresta próxima. Arrastei os pés ao encontro de um sinal sequer dos gatos. Se fosse daquela época saberia que não tinha nenhum relato confirmado desses seres e aí voltaria para o quarto de Hotel, e nas mãos levaria o coração da Xerife ao passar pelo Hall.

Parei à sombra de uma árvore absurdamente longa, estreitando os olhos para focalizar a visão mais à diante. Foi quando notei uma cabana acabada atrás de muitas folhagens, em péssimo estado. Fui até ela pelos miados agudos que com meus atributos vampíricos podia ouvir e distinguir de quem seria o som e também porque havia marcas de garras na cabana. Meu olhar sereno divagou no interior do recinto até deparar-se com algumas gaiolas. Dentro delas, para a minha surpresa, residia gatos. Pelos olhos intensos, as íris negras como o véu da noite se sobressaindo, era com certeza os animais que a mulher falara. Eles não estavam sozinhos, tinha dois vampiros ali. Foi tarde demais quando me agarraram pelos braços, estava muito impressionada com os animais possuídos que me esqueci de verificar o restante da cabana. Antes que fizessem algo comigo me desvencilhei deles e agarrei um por trás, fazendo-o de refém e logo após retirei cada gota do seu sangue rapidamente enquanto observava o outro com um sorrisinho no canto da boca.  Deixei o corpo do vampiro cair ao chão, sem sangue, e em seguida lancei uma piscadela pro restante. Ele imediatamente fugiu daquele lugar, abandonando as gaiolas ali, já que tinha constatado a minha força superior e que eu não era uma simples vampira. Peguei os gatos possuídos enjaulados e devidamente acorrentados, saindo dali.
A entrega
Ainda não tinha entendido o porque daqueles vampiros aprisionarem dois animais como aqueles. Talvez eles fossem valiosos ou suspeitos de algo pior. Respirei pesadamente durante a caminhada até que finalmente tinha retornado ao Hotel, a Xerife não estava ali então aproveitei para ir ao meu quarto, deixando uma gaiola com dois gatos dentro do armário, e logo e em seguida sai pra procurar a mulher na sua Delegacia.

Já estava ocupando o meu tempo com mesmice e tédio demais quando o vampiro fugitivo surgiu na minha frente quando sai do Hotel. - Você não aprendeu a lição? - agarrei o pescoço dele, tirando-o alguns centímetros do chão e o levando para um beco vazio onde selei meus lábios no pescoço dele que logo mudou para uma mordida feroz. Não o matei porque era realmente atraente, apenas o empurrei pra trás logo depois de quebrar o seu pescoço. Continuei com a minha caminhada em passos largos e os fios loiros esvoaçando graciosamente com a brisa fresca do final da manhã. Encontrei a autoridade Forbes na sua sala após adentrar a Delegacia e deixei a gaiola com dois gatos possuídos sobre a sua mesa de trabalho. Abri um sorriso meigo entre os lábios, forçado, e peguei a minha recompensa pelo feito. Fui embora pra nunca mais voltar.





Emma Galerane
Nova Linhagem | Predadora Única | Família Galerane 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

Emma Galerane

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo
Página 1 de 1

Tópicos similares

-
» Ranking PJBR
» {DRACMAS} — Treino para Emma Mills
» Competição - Resgate no lago
» O tigre, o arco e o irmão l Parte 1 - O tigre l Emma Menon
» Escolta (Gi Bronze- Philadelphia) | Sophia Master, Kristen Bongiovi, Clare, Emma Menon e Valkiria

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vampires Diaries RPG :: ------------- :: Animais Possuídos-